ATÉ PARA O ANO

???????????????????????????????É deveras triste deixar partir quem gostamos antes de nós. Partem, porque já não aguentam mais. Desprendem-se porque ficam leves das dores e pairam agora pelos céus. Arrumaram as sapatilhas e os sapatos vermelhinhos e passeiam agora com pezinhos de lã, conversando com a tia Maria, o pai Janes, a avó Teodora, a Maria, a Julinha, pais e amigos.

É deveras triste porque não podem partilhar as dádivas pós-partida. Dádivas tardias, como são as substâncias destinadas à doçura: Kelly, Zé e António.

É deveras triste porque nos dói a finitude física. Ficamos com uma fome de presença que se enrola à volta do coração e faz um frio leve mas impermeável.

É deveras triste e nós choramos, lembramos e rimos seguindo o coração e, logo, logo vem o cérebro e manda-nos cuidar do que ficou: plantas para o chá, flores e árvores de fruto e, às botas enlameadas, seguir-se-á o chapéu de sol porque as estações sucedem-se e nós comemoraremos a Primavera com as tuas dádivas mas, de ti, guardaremos o teu silêncio e a tua memória.

Até para o ano, Amen!

Marta

Porto, 31/12/2014

Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

3 respostas a ATÉ PARA O ANO

  1. Lita diz:

    Aplausos para a Dulce e para a Marta que escreveu esta comovente e linda mensagem.
    P.S. “onde ponho o gosto?!”
    Bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s