A tarde de aflição e a noite difícil

A tarde da Dulce foi de aflição. Uma dor nos rins, a falta de ar nos pulmões e o coração com dificuldade em suportar o peso da dor.

Várias vezes a Dulce pediu para que as mãos que estavam a seu lado não se afastassem. Várias vezes tentou descobrir se os pés estavam a ficar frios, apesar do calor que lhe invadia o corpo.

Era difícil normalizar, ou pelo menos acalmar a dor e ansiedade, que ameaçavam descontrolar tudo. Importantes foram os momentos de oração e a bênção no final do dia.

Felizmente, alguns pedidos da Dulce tiveram resposta mas a dor que circulava pelo corpo continuou pela noite dentro a atormentar o corpo já debilitado juntamente com o receio de ficar só…

Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s