Caminhar devagar para poder andar

img011 - Cópia (2)O ritmo da vida no hospital nem sempre é compatível com as forças e o lento caminhar da Dulce.

Num dia tudo desaparece para dar lugar à comida normalmente, tentar andar ou sentar-se, respirar como todos nós e preparar-se para novos tratamentos.

No outro dia já nada é como parece. É preciso alimentar com a sonda, reflectir para pensar e voltar a caminhar, caminhar sempre… com o carinho de toda a família como nos tempos da roça em que alegrias e tristezas eram de todos e de cada um.

Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s