A sonhar em 1977

Na Primavera de 1977 já se sentiam em casa os ventos das mudanças que mais tarde haviam de acontecer.

2013-07-31 Sonhar em 1977A mãe já controlava as suas hortas sem as “regras” do pai. Plantava pequenos pedaços de semilhas fora de época, alfaces, couves, abóboras, cenouras e nabos onde lhe apetecia. Nos terrenos, em especial em casa da avó, misturavam-se várias culturas apesar dos protestos do pai que gostava de ver tudo plantado, mas cada cultura no seu lugar, sem grandes misturas, nem inovações, a não ser na vinha que já tomava conta de tudo.

Mas, as grandes novidades eram visíveis nas meninas. Iam para a terra de penteado fino,  com relógio de pulso, sapatinho a condizer com a saia engomada e sentavam-se, delicadamente, no camalhão do rego ou da levada para não estragar o conjunto.

Eram tempos para sonhar as novidades e mudanças que começam a surgir. Eram tempos de começar a partir para outras paragens e outras opões de vida…

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s