ERA AQUI A LOJA DO Sr. ALBINO

<Depois da Missa dos Reis, na Ponta Delgada, subimos à Lombada dando boleia a Encarnação.

A certa altura, D. Aninhas mandou parar o carro e exclamou:

– Era aqui a loja do Sr. Albino. Vendia roupa.

– A mãe também nos mandava comprar linhas. – afirmou Celina.

– Sim, linhas de costura e de bordar… era um negócio fraquinho… mas não havia outro se não este. Às vezes, comprava peças de tecido para fazer roupa para vocês.

Continuando a subida:

– Agora vamos parar aqui para beber um cafézinho.

Mesmo antes do almoço paramos no Bar das Pedras onde fomos muito bem recebidos ao calor da lareira… e quem pagou a conta foi Avelino.

É assim que passamos o dias do fim-de-semana. Conversando, recordando… com tranquilidade.

Hoje, talvez se vá ainda à Festa dos “Reises”, na Terceira Lombada.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

3 respostas a ERA AQUI A LOJA DO Sr. ALBINO

  1. Francisco J F Carvalho diz:

    Também foi uma loja de electrodomésticos, mais conhecida pela Casa Rádio.

  2. Marta diz:

    Calças giras, carteira gira e tudo novo… bem! bem!

  3. Manuel diz:

    A venda não era o centro do comércio mas o Sr. Albino lia o jornal e informava os seus clientes dos problemas nos países onde havia imigrantes. Quando a Tia Maria conseguiu escapar na revolução do Congo Belga, enviou um telegrama a dizer que estava viva. Para nós aquilo nada significava. Foi o Sr. Albino que, como era costume, explicou a tragédia que a tia tinha vivido com a guerra civil no então Congo Belga.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s