Avelino em greve, só meio dia

A semana é de festa e Avelino não pode perder os preparativos, sobretudo a partir do momento em que começam a por bandeiras.

Fiel aos seus princípios, sem a mãe e Lita em casa, Avelino inventou ordens da mãe, o calor e, numa ida à casa de banho, partiu para uma ronda de informação que lhe ocupou toda a manhã.

À hora do almoço ouviu um sermão e prometeu compensar com trabalho agrícola a sua manhã de greve. Prometeu e cumpriu. Das duas até às sete da tarde não largou as ervas do Poço do Olheiro.

Até o Faustino ficou impressionado. Acabaram-se as reclamações e mesmo o tempo para o lanche foi reduzido a alguns minutos para que, no Poço do Olheiro, ficassem plantados todos os maracujaleiros, o terreno todo regadinho para evitar reclamações das plantas.

            

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s