O porco a marchar ao som da banda

Como já é tradição, o dia da Primeira Oitava é tempo de festa rija na Lombada. Este ano, 14 festeiras mobilizaram-se para que, ao som da banda, toda a manhã fosse animada.

João Caldeira acordou os mais sonolentos com dois foguetes, já a manhã ia alta, para acordar o porco alimentado para a festa; a banda, inicialmente, “assustou” o animal que vinha encantado, depois de uma alguma hesitação em deixar a pocilga onde foi sempre bem tratado.

Com calma tudo se resolveu a preceito e o animal rumou, passo apressado, ao ritmo imposto pela banda até à zona de convívio, nos terrenos anexos à capela.

    

      

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s