UM DIA EM CHEIO

Na sexta-feira, acordámos por volta das 10 horas com o barulho da chuva – este Verão tem andado muito incerto…

Depois do pequeno-almoço, fomos todos ao Café Vereda, beber a biquinha da manhã e saber as novidades. No caminho, Avelino fez questão de levar a “pochete” do Victor que, agradecido, colocou a mão no seu ombro.

Avelino, interpretou este gesto de forma diferente e resolveu apressar o passo dizendo: – Nã qué…

A partir desta altura, sempre que Avelino começa a andar devagar o remédio é… «mete a mão no ombro….» e nós até temos dificuldade em acompanhar o seu andamento.

No regresso, fomos aos terrenos da casa da avó apanhar parte dos milheiros, apreciar o cacho de bananas e limpar o galinheiro…. e ainda tivemos tempo de tirar umas folhas do maracujaleiro… umas apressadas querem comer maracujás da latada do lagar.

Depois do almoço, Avelino fez questão de dar um passeio no seu carro vermelho: fomos às “Pingas”.

Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s