BATALHA E ALCOBAÇA

A passagem pela Batalha e por Alcobaça ficarão na memória da mãe agradavelmente surpreendida com a grandiosidade dos trabalhos em pedra dos dois grandes monumentos.

Na Batalha, a visita foi acompanhada por uma autêntica enchente de alunos que se portaram como verdadeiros senhores na cerimónia do render da guarda ao soldado desconhecido.

Calmamente, a mãe percorreu a nave central iluminada pelos vitrais coloridos e passeou pelos claustros, admirou os jardins e as fontes e ficou colada aos pormenores, sublinhados por Teresa, das pedras e pedrinhas das capelas imperfeitas.

Em Alcobaça, a grandiosidade do mosteiro e, sobretudo, os hábitos e costumes dos monges que durante séculos o habitaram foram apreciados pela mãe que reteve na memória os aspetos fundamentais do monumento.

Já no final da tarde, na zona envolvente do mosteiro, a mãe, lembrando-se das muitas festas de Carnaval que Avelino não podia perder, também decidiu entrar na tenda onde os idosos celebravam a quadra e saborear, calmante, aquele ambiente de descontração e diversão.

Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s