UM CARNEIRO MAU… SÓ PARA NÓS

Entre os animais que fazem parte das nossas recordações figuram algumas ovelhas e um carneiro que ia dando cabo da nossa paciência e das paredes dos terrenos na Chamusca.

O pai gostava das ovelhas e nós, todos os dias, testemunhávamos isso, mas o carneiro era um problema difícil de resolver porque o pai não admitia vendê-lo apesar das ofertas que surgiram.

Um dia, já o pai estava doente, resolvemos levá-lo à Chamusca para verificar os estragos do carneiro que saltava paredes, ameaçava os terrenos dos vizinhos e atacava quem, desprevenido, lhe aparecesse pela frente.

O nosso objectivo era que o pai verificando os estragos autorizasse a venda.

O carneiro olhou para o pai, o pai aproximou-se devagarinho e o carneiro veio devagarinho ao seu encontro à procura de uma festinha e ali ficou. O pai olhou para nós e disse: “O carneiro é mansinho!”.

Esta entrada foi publicada em Família. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s