AS MANAS TODAS

Ilda, aproveitando a presença de cinco irmãs mais novas, todas juntinhas, lembrou com o sentido de responsabilidade que caracteriza as suas palavras, o muito que sofreu para ter as irmãs sempre limpinhas e a cheirar a sabonete. Todos os dias havia roupa para lavar e engomar. Ainda hoje Ilda tem marcas nos joelhos de tanto esfregar a roupa no lavadoiro de pedra dura e sempre molhado.

Por isso, Ilda confessa com moção que ficou encantada no dia em que o pai resolveu fazer um poço de lavar, alto para trabalhar de pé. O pior era que o poço não tinha água e a roupa tinha de passar por três águas e muitas vezes ainda ia a corar.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Família, Family com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s