A SALGADEIRA

Continua viva, apesar do abandono a que foi votada, a nossa salgadeira de madeira. Escavada num tronco de uma árvore a nossa salgadeira garantia abastecimento de carne salgada para quase um ano. Era uma espécie de milagre que só a mãe sabia fazer. Para isso havia ordens rigorosas a cumprir na arrumação das carnes e aí o pai mandava pouco. Para nós o ideal era que o porco tivesse uma dúzia de orelhas, e umas vinte patas, pelo menos…

Esta entrada foi publicada em Família, Family com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a A SALGADEIRA

  1. maria c garces diz:

    Estou farta de rir com esta: o porco tinha de ter 20 orelhas……..Só nós é que podemos saborear tudo isto com as nossas memórias!
    Um á parte: a nossa casa está mais bonita do que a minha da LOurinhã, até temos achados arqueológicos!(a salgadeira,o gamelão do porco que Teresa tem de devolver àcasa etc.)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s